Prestem Atenção!

20/04/2017
Sem comentários

Estimados pais e responsáveis

             A indústria do prazer pelo consumo, pelo sexo e pelas drogas, a indústria da guerra e da morte tem assolado o nosso mundo. A sensação da falta de sentido e vazio, disso decorrente, está na raiz da depressão, que muitos, particularmente os jovens, estão experimentando.

            Diante disso, reforçamos o que temos alertado mais intensamente desde o ano passado, com a equipe de trabalho, alunos e pais: a valorização da vida na busca, encontro e realização do sentido. Para isso, acolham seus filhos, escutem para que eles falem, deem um abraço apertado, acompanhem o que eles estão vendo, curtindo e postando nas redes sociais. A mídia, com a recente série 13 Reasons why e o”jogo” Baleia Azul tem incentivado o comportamento suicida de forma alarmante em todo o mundo (leia mais em http://extra.globo.com/noticias/rio/o-baleia-azul-so-aumenta-sofrimento-diz-sobrevivente-salva-pela-mae-21221606.htmlhttp://g1.globo.com/educacao/blog/andrea-ramal/post/entenda-o-jogo-da-baleia-azul-e-os-riscos-envolvidos.htmlhttp://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/viver/2017/04/10/internas_viver,698536/psiquiatra-faz-13-alertas-sobre-a-serie-13-reasons-why-da-netflix.shtmlhttp://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/noticia/2017/04/13-reasons-why-e-o-suicidio-de-jovens-o-que-especialistas-veem-de-positivo-e-de-negativo-na-serie-9775601.html; reportagem Studio I de hoje na Globo News, com Maria Beltrão).

                As alterações de comportamento podem estar presentes em adolescentes com tendência ao comportamento suicida, observem:

      falta de interesse pelo próprio bem-estar;

      mudanças em padrões de comportamento social – ex: era animado e está desanimado; mais agressivo; mais isolado, dificuldade em sentir prazer ou alegria.

      declínio da produtividade na escola;

      alterações nos padrões de sono e de alimentação;

      tentativas de pôr os assuntos pessoais em ordem ou de fazer as pazes com outros;

      interesse fora do comum em como os outros se sentem;

      preocupação com temas de morte e violência;

      súbita melhoria no humor depois de um período de depressão;

      promiscuidade súbita ou aumentada;

      frases como: “não aguento mais”, “eu queria sumir”, “eu quero morrer”, “minha vida não tem mais sentido”, “eu não sirvo para nada”, “eu não posso fazer nada”.

            Precisamos nos dar conta do cenário no qual estamos inseridos, mas não podemos nos deixar amedrontar ou paralisar diante dos desafios que nos são colocados pela vida. Que em cada dificuldade possamos encontrar uma possibilidade de realização de sentido, que trabalhemos juntos pela vida! Fica o nosso convite para sua participação no grupo Sinn Go – assessoramento para a valorização da vida e prevenção do suicídio. Próxima reunião dia 10 de maio, quarta-feira, das 16h às 18h, no Colégio Viktor Frankl.

Paz e esperança!

Ribeirão Preto, 20 de abril de 2017.

 

Direção e coordenação Colégio Viktor Frankl

 



PREVENÇÃO DO SUICÍDIO - Um recurso para conselheiros. OMS Genebra, 2006, p. 6, Disponível em http://www.who.int/mental_health/media/counsellors_portuguese.pdf  acesso em out 2016.

BOTEGA, Neury J. Comportamento suicida histórico e atitudes. UNICAMP.  Disponível em: http://www.hcfmb.unesp.br/wp-content/uploads/2015/02/COMPORTAMENTO-SUICIDA-HIST%C3%93RICO-E-ATITUDE.pdf  Acesso em 04 out 2016.

Comente esta publicação:

Comentários:

Compartilhe:

< voltar para postagens
Colégio Viktor Frankl - © Todos os direitos reservados